Pular para o conteúdo principal
Search

Relatório de produção do primeiro trimestre concluído em 31 de março de 2017

24 abr 2017

Visão Geral

Mark Cutifani, CEO do Grupo Anglo American, disse "um forte desempenho operacional, reforçado pelo contínuo ramp-up de Gahcho Kué, Minas-Rio e Grosvenor, proporcionou um aumento de 9% na produção em uma base equivalente de cobre[1]. As melhorias operacionais em Sishen e os aperfeiçoamentos contínuos no portfólio estão fortalecendo ainda mais a resiliência e a posição competitiva da Anglo American. O volume total de vendas da De Beers de 14,1 milhões de quilates refletiram a melhoria da demanda para bens de menor valor em estoque em 31 de dezembro de 2016. "

 

• A produção bruta de diamantes aumentou 8% para 7,4 milhões de quilates, em comparação com o primeiro trimestre de 2016. Isso refletiu a contribuição de Gahcho Kué, no Canadá, bem como o aumento em resposta a melhores condições comerciais.

 

• A produção de platina (metal concentrado)[2] permaneceu praticamente estável em 572.000 onças. Com a venda de Rustenburg, a produção dessa operação é agora tratada como compra de concentrado (que aumentou 93%) em vez de produção própria minerada (que diminuiu 26%). A produção de platina refinada aumentou 121% para 577.000 onças, uma vez que o primeiro trimestre de 2016 foi afetado por uma paralisação de segurança na Seção 54 da Refinaria de Metais Preciosos.

 

• A produção de cobre diminuiu 3% para 142.600 toneladas. O forte desempenho contínuo em Collahuasi foi compensado pelas baixos grades esperados e pelo aumento da dureza do minério em Los Bronces, além da suspensão temporária das operações em El Soldado, que resultou em cerca de 3.000 toneladas de produção perdida.

 

• A produção de minério de ferro de Kumba aumentou 17% para 10,5 milhões de toneladas, devido à melhoria da produtividade em Sishen e melhores resultados em Kolomela.

 

• A produção de minério de ferro do Minas-Rio cresceu 30% para 4,3 milhões de toneladas (base úmida), já que a operação continua seu processo de ramp-up.

 

• A produção de carvão metalúrgico para exportação aumentou 28% para 5,2 milhões de toneladas, devido principalmente a uma mudança de longwall em Moranbah no primeiro trimestre de 2016 e ao processo de ramp-up em Grosvenor.

 

• A produção de carvão térmico de exportação na África do Sul e na Colômbia aumentou 6% para 6,8 milhões de toneladas, impulsionada pela maior produtividade na maioria das minas sul-africanas.

 

• A produção de níquel diminuiu 12% para 9.900 toneladas devido à manutenção não prevista dos fornos elétricos de Barro Alto, impactando a produtividade.

 

Minério de Ferro Brasil

 

A produção de minério de ferro do Minas-Rio aumentou 30% para 4,3 milhões de toneladas (base úmida), já que a operação continua seu processo de ramp-up até sua capacidade operacional atual. A produção diminuiu 11% em comparação com o quarto trimestre de 2016, devido aos menores grades esperados e ao impacto com maior precipitação no início da estação chuvosa. Depois que as licenças da Fase 3 forem obtidas, previstas para o final de 2018, é esperado que a operação esteja em uma posição de produzir sua capacidade nominal de 26,5 milhões de toneladas (base úmida) por ano.

 

Previsão de produção anual:

A previsão de produção anual permanece inalterada em 16-18 milhões de toneladas (base úmida).

 

Níquel

 

A produção de níquel diminuiu 12% para 9.900 toneladas devido à manutenção não prevista dos fornos elétricos de Barro Alto.


Previsão de produção anual:

Como conseqüência, a produção prevista para o ano foi revisada para 43.000 - 45.000 toneladas (anteriormente ~ 45.000 toneladas).

 

O relatório completo de produção do terceiro trimestre de 2017 pode ser acessado em inglês por meio deste link (clique aqui).



[1] A produção equivalente de cobre está normalizada para Kimberley, Nióbio & Fosfatos, Foxleigh e Callide, e para refletir a operação de Snap Lake sendo colocada sob cuidados e manutenção.

[2] Reflete a própria produção da mina e as compras de metais concentrados


loading...
Real Mining. Real People. Real Difference.